6/07/2004

correria

saí da reunião e, como um bólido histérico, vim para minha mesa organizar uma imensa tabela de ações. virei bicho e, em 30 segundos, já estava soltando farpas, avisando a todos que eu tinha que me concentrar para escrever tudo. treze laudas descritivas, sem os textos, que devem consumir mais uma vinte páginas escritas.
é difícil trabalhar em ambiente aberto, numa segunda feira, com todo mundo querendo trazer a piada mais recente e algum comentário sobre o carioca que acertou a quina.
texto pronto, saí andando pela vila olímpia, a bordo da minha bota preta de dominatrix, pisando de salto agulha sobre os escombros do bairro.

fui até a produtora, gravei os 'offs' do programa, assisti ao programa inteiro em pré-edição. fiz poucas mudanças, passei numa outra reunião, voltei à pé. e agora, já estou saindo para ir de taxi até o outro lado da cidade buscar meu carro.

entre uma coisa e outra, todas as tarefas de dona de casa e mãe. a secadora quebrou e eu tive que aprovar orçamentos, combinar dias para conserto. o pintor vai começar o trabalho antes que o teto caia sobre nossas cabeças. tem livros para pagar, reunião na escola, monitor do computador que quebrou.

ah, sim, claro, depois que eu pegar meu carro, atravesso a cidade de volta até o trabalho, para fazer aquelas outras vinte laudas de texto.

até. sabe-se lá quando, sabe-se lá como!!






2 comentários:

Lyon disse...

Rosana,
O seu Blog é muito show!
Gostei demais.
Vou ficar acompanhado.
Abraço!

..**.. disse...

Rosana
estamos fazendo um trabalho sobre o seu livro "PRESAS NA TEIA" e gostaria de saber se voce poderia nos ajudar... queremos apenas uma entrevista sua.
se caso puder nos ajudar entre em contato com a gente
mazinha_19@hotmail.com
obrigada Mariana.